Lançado guia para reduzir exposição ao mercúrio na mineração

3 julho 2012

Entre 12 e 15 milhões de pessoas operam no setor; centenas de representantes discutem técnicas e práticas alternativas para a mineração artesanal de pequena escala.

[caption id="attachment_219268" align="alignleft" width="350" caption="Artesanais produzem até 20% da oferta global de ouro"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, lançou um guia prático para reduzir o uso de mercúrio na mineração. A publicação ocorreu na cidade uruguaia de Punta del Este, perante mais de 500 representares governamentais e da sociedade civil.Um fórum internacional, a decorrer até sábado, debate técnicas e práticas alternativas para a mineração artesanal de pequena escala sem a utilização do mercúrio.

Tratado

Estima-se que entre 12 e 15 milhões de pessoas, em mais de 70 países, operem no setor, que produz até 20% da oferta global de ouro. O Pnuma pretende que seja negociado um tratado global para reduzir o uso de mercúrio.

O encontro do Comité de Negociação Intergovernamental abrange áreas de produtos e processos como o fornecimento, comércio, armazenamento e resíduos que contêm o elemento.

Desafios

De acordo com o Pnuma, o estatuto muitas vezes informal e ilegal dos trabalhadores do setor da mineração, em vários países, tem sido um dos maiores desafios no tratamento das questões sanitárias e ambientais.

A agência pretende que o guia sirva de ferramenta útil para os governos para que seja apoiada e incentiva a formalização do garimpo.

O diretor-geral da agência, Achim Steiner, considera que o instrumento legal global do mercúrio daria uma oportunidade importante para garantir a continuidade da atividade em pequena escala.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud