FAO anuncia estratégia global para controle da febre aftosa
BR

27 junho 2012

Objetivo é erradicar a doença em escala global; ações vão envolver controle veterinário e fiscalização do vírus.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, e a Organização Mundial da Saúde Animal lançaram uma estratégia global para o combate da febre aftosa.

O anúncio foi feito, nesta quarta-feira, na Tailândia. Uma ação será o reforço e avaliação de serviços veterinários para prevenir enfermidades.

Vírus

A FAO também vai ajudar as nações no controle dos riscos da febre aftosa, por meio da fiscalização dos tipos de vírus que circulam no país e em regiões próximas.

Segundo a agência, o objetivo é reduzir os surtos da febre aftosa nos países afetados até que a doença seja erradicada. A ênfase será em regiões onde a aftosa é endêmica, como África Subsaariana, Oriente Médio e Ásia.

Perdas Financeiras

A FAO lembra que a febre aftosa pode ser fatal em animais, causando perda de peso, redução da produção de leite e baixa fertilidade. O custo mundial gerado pela perda na produção de gado e em vacinas de prevenção da doença é estimado em US$ 5 bilhões por ano, ou mais de R$ 10 bilhões.

De acordo com a FAO, apesar de não trazer riscos para a saúde humana, a febre aftosa pode causar fome e perdas financeiras, principalmente para os fazendeiros mais pobres. Ao atacar os animais, a doença pode tirar desses pastores a única fonte de renda e de proteína.

No anúncio da estratégia, a FAO destacou ainda a importância do comprometimento de parceiros globais para o sucesso da iniciativa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud