Mais de 80% dos países reformaram leis sobre uso da água, diz ONU
BR

20 junho 2012

Pesquisa avaliou medidas de 130 países nos últimos 20 anos; progresso foi mais lento em irrigação e recuperação de águas pluviais.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Um estudo das Nações Unidas concluiu que mais de 80% dos países reformaram, nos últimos 20 anos, sua legislação sobre o uso da água.

A pesquisa avaliou os esforços de 130 nações para melhorar a gestão sustentável dos recursos hídricos e a reação ao crescimento da demanda por conta do aumento da população, da urbanização e das mudanças climáticas.

Água Potável

O estudo, coordenado pelo Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, em nome da ONU-Água, foi produzido para a Rio+20 e apresentado na conferência, na terça-feira.

Segundo o documento, em muitos casos, a reforma das leis levou a uma melhoria no acesso à água potável, na saúde e no rendimento da água na agricultura.

Mas no geral, os progressos foram lentos na irrigação, na recuperação de águas pluviais e no investimento para ecossistemas de água doce. De acordo com a pesquisa, a maioria dos países também percebeu que os riscos relacionados à água têm aumentado nas últimas duas décadas.

Oportunidade

O diretor executivo do Pnuma, Achim Steiner, lembrou que “na Rio+20, os governos têm a oportunidade de traçar caminhos” para que as necessidades de água para a população mundial “possam ser atendidas de forma equitativa.”

Os países analisados informaram que  o desenvolvimento de infraestrutura e financiamento para gestão de recursos hídricos têm alta ou máxima prioridade em seus governos.

A pesquisa faz uma série de recomendações sobre o uso da água, que deverão ser informadas aos líderes reunidos na Rio+20.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud