Projeto de segurança alimentar envolve mulheres e jovens no Egito

18 junho 2012

Agência anuncia início de iniciativa de US$ 3 milhões com financiamento da Itália; um em cada quatro jovens e mulheres são desempregados.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Egito marcou, esta segunda-feira, o arranque de um projeto de US$ 3 milhões para melhorar a segurança alimentar e a nutrição de mulheres e jovens.

A Organização da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, indica que a iniciativa, financiada pelo governo italiano, visa estimular a produção de alimentos e a educação nutricional, além de capacitar os beneficiários com vista ao reforço das instituições nacionais e sua descentralização.

Presidenciais

O anúncio da iniciativa surge um dia depois da realização da segunda volta das eleições presidenciais. No pleito, concorreram Mohammed Mursi, da Irmandade Muçulmana e o ex-primeiro-ministro Ahmed Shafiq.

A primeira volta ocorreu no mês passado, nas que ficaram marcadas como as primeiras presidenciais ocorridas desde a queda do regime de Hosni Mubarak, na sequência de protestos populares de Janeiro do ano passado.

A FAO realça o facto das taxas de desemprego para os jovens e mulheres no país estarem estimadas em cerca 25%.

Por outro lado, as autoridades da Saúde apontam a malnutrição como causa de mais de um terço das doenças que afetam as crianças menores de cinco anos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud