Ban quer demonstração de mais apreço pela pessoa idosa

15 junho 2012

Secretário-Geral pede estratégias mais eficazes de prevenção de abusos em mensagem sobre o Dia Mundial da Consciencialização contra a Violência da Pessoa Idosa.

[caption id="attachment_207427" align="alignleft" width="350" caption="Dignidade e proteção"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas assinalam, neste 15 de Junho, o Dia Mundial da Consciencialização contra a Violência da Pessoa Idosa.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, OMS, entre 4% e 6% de pessoas idosas já foram vítimas de alguma forma de abuso, em todo o mundo. As agressões podem ser de caráter físico, emocional ou financeiro.

Revitalização

Em mensagem, o Secretário-Geral da ONU disse que a primeira celebração da data ocorre numa altura em que “as pessoas vivem mais”, tendo pedido que o apreço pelo grupo seja revigorado e alargado.

Ban Ki-moon cita pesquisas indicando que a negligência, o abuso e a violência contra a pessoa idosa, tanto nos lares como em instituições, são maiores do que indicam os números.

Preocupação

O Secretário-Geral considera os atos “um ataque inaceitável à dignidade e aos direitos humanos” e lembra que as preocupações com o aumento do fenómeno levaram a Assembleia Geral a proclamar a data.

Ban pediu união para que sejam reafirmados os direitos humanos da pessoa idosa e lançou um apelo aos governos e outros envolvidos para a criação de estratégias mais eficazes de prevenção de abusos contra a pessoa idosa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud