Exclusiva: Carlos Gomes Júnior

5 junho 2012

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, deposto no golpe militar de 12 abril, falou à Rádio ONU sobre seus esforços para tentar restaurar a ordem no país africano.

Gomes Júnior está em Nova York para participar de um encontro no Conselho de Segurança.

Nesta entrevista exclusiva a Eleutério Guevane, ele diz que irá processar os responsáveis civis e militares pelo golpe. "Eu ainda sou o primeiro-ministro da Guiné-Bissau. Considero-me o primeiro-ministro da República da Guiné-Bissau. Eu fui eleito. O poder conquista-se na urna."

Ele terminou a entrevista agracendo a um outro país lusófono, Angola, pelo apoio dado aos políticos depostos na Guiné.

Acompanhe a entrevista.

Tempo total: 14’27”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud