TPI expõe situação de Darfur no Conselho de Segurança

5 junho 2012

Encontro desta terça-feira conta com a presença do promotor do Tribunal Penal Internacional, Luís Moreno Ocampo; conflito sudanês já matou mais de 350 mil pessoas desde 2003.

[caption id="attachment_205785" align="alignleft" width="350" caption="Luis Moreno Ocampo "]

Camilo Malheiros Freire, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A investigação levada a cabo pelo Tribunal Penal Internacional, TPI,  sobre a situação na região sudanesa de Darfur é um dos temas de um informe a ser apresentado, esta terça-feira, no Conselho de Segurança.

A sessão que, também vai abordar a cooperação internacional para a implementação das ordens de prisão pendentes, será relatada pelo promotor-chefe do TPI, Luís Moreno Ocampo.
Mandato

O 15º relatório sobre a situação no Darfur tem lugar no último mês do mandato de Ocampo na instituição, sedeada na cidade holandesa de Haia.

Segundo as Nações Unidas, pelo menos 300 mil pessoas morreram em confrontos entre tropas do governo, milícias e rebeldes em Darfur, desde o início do conflito em 2003.

O TPI investiga e julga indivíduos acusados de crimes de caráter internacional, como genocídio e crimes contra a Humanidade. O órgão está atualmente a cargo de casos da Líbia e em outros seis países de África.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud