Tabaco vai matar 8 milhões por ano até 2030, diz OMS
BR

31 maio 2012

Dia Mundial sem Tabaco é marcado nesta quinta-feira pela ONU; campanha em São Paulo e no Rio de Janeiro oferece aos fumantes a chance de trocar o maço de cigarro por uma fruta.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, estima que o tabaco irá matar mais de 8 milhões de pessoas por ano até 2030. Atualmente, seis milhões morrem por conta do fumo, afirma a agência.

O Dia Mundial sem Tabaco é marcado nesta quinta-feira, com ações em vários países. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Cardiologia, SBC, realiza uma campanha nas ruas de várias cidades, incluindo São Paulo e Rio de Janeiro.

O médico e coordenador do Comitê Antitabaco da SBC, Márcio Gonçalves de Souza, falou à Rádio ONU, da capital paulista, que a entidade está oferecendo frutas para quem entregar o maço de cigarro.

Hábitos Saudáveis

“Essa campanha é ‘Troque um Maço de Cigarros por uma Fruta’ e no Rio de Janeiro vai ser ‘Troque um Maço por Vitamina’. A ideia é a gente substituir um hábito tão deletério, o tabagismo, por um hábito saudável, que seria a ingestão de frutas e de vitaminas. Chamando a atenção para os hábitos mais saudáveis.”

Segundo a OMS, o tabaco é um dos principais fatores de risco para câncer, doenças do coração e respiratórias e diabetes.

Ex-Fumante

A promotora de eventos Fátima Castellani fumou durante 40 anos e largou o cigarro há 12 meses. De São Paulo, ela contou sobre os benefícios que vem sentindo na saúde.

“Eu sempre fui bailarina e comecei a sentir um cansaço. Mas eu não imaginava que fosse do cigarro. No segundo ou terceiro mês que eu consegui deixar o cigarro, eu notei uma diferença absurda. Eu tinha uma disposição incrível para andar; uma disposição incrível para dançar novamente.”

Neste ano, o foco da OMS para o Dia Mundial sem Tabaco é a favor da luta contra a interferência da indústria do fumo.

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud