Meio milhão de crianças angolanas serão atingidas pela malnutrição, diz ONU

31 maio 2012

De acordo com o Escritório da ONU de Assistência Humanitária, o problema será causado pela seca que vai afectar perto de 2  milhões de angolanos.

[caption id="attachment_212482" align="alignleft" width="350" caption="Crianças angolanas"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Mais de 530 mil crianças menores de cinco anos serão afetadas pela malnutrição este ano em Angola, refere o Escritório da ONU de Assistência Humanitária, Ocha.

Os dados, publicados esta quinta-feira, constam de uma avaliação rápida que envolveu  um grupo de trabalho das Nações Unidas, em parceria com técnicos do Ministério da Saúde do país.

2 milhões de afectados

A malnutrição será consequência da seca, que segundo previsões das autoridades agrícolas, deverá afetar perto de 2 milhões pessoas. As províncias do Huambo, Kwanza Sul e Bié serão as mais assoladas.

Cerca de 6 em cada 10 crianças serão afetadas pelo problema, que resulta da seca originada pela falta de chuvas. Em todo o país, a precipitação registada na época chuvosa de Setembro do ano passado a Maio foi de 60%.

Decréscimo

Estima-se que o decréscimo da produção agrícola durante o período atinja 400 mil toneladas.

Em Abril, as autoridades angolanas aprovaram um plano de ação para abordar a crise de malnutrição induzida pela seca.

A ONU vai participar na implementação através do seu Fundo para a Infância, Unicef, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, e a Organização Mundial da Saúde, OMS.

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud