Sequestradores libertam funcionário humanitário britânico em Darfur

30 maio 2012

Patrick Noonan, de nacionalidade britânica, é funcionário do Programa Mundial de Alimentos; ação segue-se a intervenção conjunta de agências da ONU e autoridades locais.

[caption id="attachment_196885" align="alignleft" width="350" caption="Soldado da ONU em Darfur"]

Camilo Malheiros Freire, da Rádio ONU em Nova Iorque. *

O Programa Mundial de Alimentação, PMA, anunciou esta quarta-feira a libertação de um funcionário humanitário sequestrado há quase três meses na região sudanesa de Darfur.

No início de Março, Patrick Noonan, da Irlanda do Norte, foi capturado por homens armados quando seguia com o seu motorista, que foi, entretanto, solto no mesmo dia. Noonan já vivia há mais de 2 anos na região.

Violação

O representante especial da ONU em Darfur, Ibrahim Gambari, elogiou os esforços do governo local para garantir a libertação de Noonan, lembrando que o sequestro de trabalhadores humanitários viola leis internacionais.

Gambari pediu que os criminosos fossem encontrados e levados à justiça.

Autoridades

A libertação marca o culminar de esforços de escritórios da ONU, do governo do Sudão e da Embaixada do Governo Britânico, que trabalharam juntamente com as autoridades locais para a libertação do funcionário.

De acordo com a ONU, cerca de 40 trabalhadores humanitários foram sequestrados na região desde 2009.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud