Aung San Suu Kyi faz pronunciamento na Conferência do Trabalho

29 maio 2012

OIT indica que evento internacional terá intervenção dos presidentes da Zâmbia e da Tunísia; estoque global de desempregados atinge os 200 milhões de pessoas em todo o mundo.

[caption id="attachment_216633" align="alignleft" width="350" caption="Aung San Suu Kyi"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O prémio Nobel da Paz e activista pró-democracia da Birmânia, Aung San Suu Kyi, dirige-se a milhares de delegados internacionais que participam na centésima primeira Conferência Internacional do Trabalho.

A intervenção junta-se a de figuras internacionais como a dos presidentes da Zâmbia, Michel Sata, e da Tunísia, Moncec Marzouki.

Segurança no Trabalho

O evento a decorrer a partir desta quarta-feira, em Genebra, prevê adotar uma recomendação sobre a Segurança no Trabalho.

Mais de 4 mil delegados entre governos e empregadores dos 184 Estados-membros da Organização Internacional do Trabalho, OIT, devem tomar parte na reunião.

Desempregados

A agência sublinha a necessidade de promover um  debate de desafios actuais, como o número “sem precedentes” de desempregados, causado pela crise económica global.

A OIT estima que após o início da crise económica, em 2008, o estoque de desempregados atinge os 200 milhões de pessoas em todo o mundo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud