Deputada pede maior interação entre parlamentares que falam português

24 maio 2012

Mónica Ferro falava à Rádio ONU após eleição para Comité Executivo de Fórum Europeu de Parlamentares da População e Desenvolvimento; mais de 200 deputados representam 110 países numa Conferência na Turquia.

[caption id="attachment_216538" align="alignleft" width="350" caption="Mónica Ferro"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A deputada portuguesa Mónica Ferro considerou importante o estreitamento da ligação entre os membros dos Parlamentos dos países de língua portuguesa, em torno de questões sobre a População e o Desenvolvimento.

A parlamentar falou, esta quinta-feira, à Rádio ONU, de Istambul, após a sua eleição para o Comité Executivo do Fórum Europeu de Parlamentares  sobre a População e Desenvolvimento, uma rede do continente que trabalha na matéria.

Língua

“Nós acreditamos que a experiência de Portugal deve ser, é uma questão de responsabilidade, partilhada com estes países e quando for possível algumas das nossas práticas devem ser aplicadas. Mas, o que Portugal tenta fazer também é trazer os países lusófonos, com os quais partilhamos a facilidade da língua, para estes debates internacionais, servindo de alguma forma como uma ponte de contacto”.

Até sexta-feira, cerca de 200 parlamentares em representação de 110 países estão reunidos na cidade turca,   para debater o Programa de Ação da Conferência da População para o Desenvolvimento.

Desafios Globais

Além da entidade europeia, o evento tem o apoio do Fundo da ONU para a População, Fnuap. A agência das Nações Unidas realça a adoção  de várias decisões de impacto a nível nacional, regional e global durante seis anos.

Mónica Ferro falou do papel de Portugal, após a sua eleição para tomar parte  na entidade européia, no tratamento de desafios globais.

“Portugal vai continuar a participar, mas agora vai reforçar a sua participação no Conselho Executivo. Essas experiências para nós são experiências de aprendizagem. Nós temos feito um caminho muito bom, mas reconhecemos que o mundo está a mudar, tem desafios cada vez mais complexos e portanto é a altura de virmos partilhar com nossos parceiros, as nossas experiências, e aprender com as experiências deles”.

A Conferência, que discute o papel dos parlamentares para a população, deve avançar a agenda do grupo para o período a seguir a 2015, prazo para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, ODM.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud