Entrevista: Angola recebe impulso para melhorar recolha de dados

23 maio 2012

Teresa Spínola é chefe da Divisão de Estatísticas Sociais do Instituto de Nacional de Estatística de Angola.

Nesta entrevista à Rádio ONU, de Luanda,  aborda as dificuldades na elaboração de relatórios e na avaliação e monitoria dos programas de apoio à criança, devido a lacunas na formação de funcionários do sector das estatísticas.

Spínola explica como o apoio na formação, garantido por agências da ONU, pode ajudar a direccionar políticas com vista a assegurar o bem-estar da criança angolana.

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane.

Tempo total 6’05”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud