Conflito leva famílias sírias a fugir para o norte do Iraque

8 maio 2012

Grupo de 98 famílias chegou recentemente ao país vizinho; nesta terça-feira, enviado especial da ONU e da Liga Árabe para a Síria, Kofi Annan, dá informe ao Conselho de Segurança sobre a violência no país.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Um programa multiagencial anunciou, esta terça-feira, o apoio a 98 famílias sírias recém-chegadas ao Iraque. Agências noticiosas indicam a continuação de eventos violentos em várias partes da Síria, apesar do cessar-fogo que entrou em vigor no mês passado.

O anúncio da ajuda ocorre no dia em que o enviado especial da ONU e da Liga Árabe à Síria, Kofi Annan, informou, por videoconferência, ao Conselho de Segurança sobre a situação do país. O representante está em Genebra.

Acampamento

A Organização Internacional para Migrações, OIM, em coordenação com o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, fez a entrega de bens de primeira necessidade no acampamento de Domiz, no norte do Iraque.

O grupo de famílias recebeu itens como cobertores, filtros de água, fogões e botijas de gás no campo que acolhe mais de metade dos 4,2 mil fugitivos da violência na Síria. A maioria vive com famílias de acolhimento ou em mesquitas locais.

Cessar-fogo

De acordo com as previsões da ONU, nesta sexta-feira, mais 50 novos observadores das Nações Unidas devem chegar à Síria para acompanhar a implementação do cessar-fogo.

Mais de 9 mil pessoas morreram na Síria desde março de 2011, na sequência de confrontos entre manifestantes, que pedem mudanças no regime do presidente Bashar al-Assad, e tropas do governo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud