ONU preocupada com novos riscos de violência sexual na RD Congo

3 maio 2012

Conselho de Segurança debate situaçãi do país, à porta fechada; representante especial para Violência Sexual em Conflitos Armados alerta para deslocamentos e violações dos direitos humanos.

[caption id="attachment_207487" align="alignleft" width="350" caption="Margot Wallström"]

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A representante especial do Secretário-Geral para Violência em Conflitos Armados disse estar profundamente preocupada com a deterioração da segurança na República Democrática do Congo, RD Congo.

Nesta quinta-feira, o Conselho de Segurança debateu a questão dos confrontos no país, à porta fechada.

Conflitos Intensos

Numa declaração produzida no final da reunião, os 15 Estados-membros  condenam os conflitos intensos entre forças do governo, grupos dissidentes e milícias.

Segundo a representante, há casos de deslocamentos, violações dos direitos humanos e perdas de propriedade. Em nota, Margot Wallström afirma que a nova onda de violência está a ser perpetrada pelo líder Mai Mai Sheka, Ntabo Ntaberi, e pelo general Bosco Ntaganda.

Crimes

Wallström lembra que ambos já sofreram sanções do Conselho de Segurança por vários crimes, incluindo violência sexual. Ntaganda já foi indiciado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes de guerra.

Foi igualmente apontada a situação de insegurança em várias aldeias do distrito de Walikale na província de Kivu-Norte, cercadas por milícias armadas, incluindo a Mai Mai Sheka.

Vítimas

Nos locais, ocorreram ataques que em Julho e Agosto de 2010 fizeram pelo menos 387 vítimas de violência incluindo mulheres, homens e crianças.

A representante apela às partes que se abstenham imediatamente de quaisquer atos de violência. O governo da RD Congo foi instado a restaurar a autoridade de estado e garantir a proteção de civis, de crimes que incluem a violência sexual.

*Apresentação: Eleutério Guevene.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud