Um milhão de crianças em risco de morte por malnutrição no Sahel

3 maio 2012

Unicef fez apelo para mais recursos em prol dos menores da região; seca leva insegurança alimentar a 15 milhões de pessoas.

[caption id="attachment_214015" align="alignleft" width="350" caption="Foto: Unicef"]

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Um milhão de crianças correm risco de morrer de malnutrição no Sahel, alertou nesta quarta-feira o Fundo da ONU para a Infância, Unicef.

Segundo a agência, mais recursos são urgentemente necessários para apoiar os mais necessitados. O Unicef ressalta que a ajuda é imperiosa “antes que seja muito tarde e que mais vidas venham a ser perdidas.”

Insegurança

Atualmente, 15 milhões de pessoas enfrentam insegurança alimentar na região africana do Sahel, desde o Oceano Atlântico até o Mar Vermelho. A crise deve-se à seca no Burkina Faso, Chade, Mali, Niger, Senegal, entre outros países.

De acordo com o Escritório da ONU para Assuntos Humanitários, Ocha, a crise alimentar continua a deteriorar a região em África em escalas alarmantes.

Doações

Muitas famílias vivem em áreas de difícil acesso. Com a crise, vendem o seu gado, tiram  suas crianças da escola e reduzem sua ingestão nutricional, afirma o Unicef.

A agência lançou um apelo para US$ 120 milhões, com vista a expandir suas operações no Sahel e fornecer cuidados de saúde, nutrição, saneamento, água e educação. Entretanto, apenas metade da verba foi doada até o momento.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud