ONU segue para apoiar milhares de vítimas das cheias nas Comores

1 maio 2012

Fortes chuvas levaram o governo a declarar estado de emergência; mais 46 mil pessoas são afetadas pelas inundações.

[caption id="attachment_215343" align="alignleft" width="350" caption="Foto: Ocha"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Mais de 46 mil pessoas são afetadas pelas inundações nas Ilhas Comores, indica o Escritório da ONU de Assistência Humanitária, Ocha.

Dados oficiais indicam que 9,2 mil pessoas já foram desalojadas desde 20 de abril pelas chuvas intensas que inundaram várias regiões do país e causaram deslizamentos de terra. As autoridades declararam o estado de emergência.

Nesta segunda-feira, uma equipa do Escritório chegou ao arquipélago para avaliar e coordenar as operações de apoio.

Resposta

A medida foi em resposta à solicitação do governo comoriano ao Coordenador Residente das Nações Unidas no arquipélago situado entre Moçambique e Madagáscar.

De acordo com o Ocha, as cheias provocaram cortes nas estradas, na eletricidade, nos transportes e nas telecomunicações.

O serviço de meteorologia indica que, em abril, as chuvas atingiram quase o triplo das precipitações normais.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud