Ban Ki-moon alarmado com violência na Síria

27 abril 2012

Secretário-Geral deplora ataques em áreas residenciais do país; agências de notícias apontam que uma explosão matou pelo menos nove pessoas e provocou dezenas de feridos, esta sexta-feira, na capital, Damasco.

[caption id="attachment_209362" align="alignleft" width="350" caption="Ban Ki-moon"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon,  disse estar profundamente alarmado com relatos da continuação da violência e de assassinatos na Síria.

Nesta sexta-feira, agências noticiosas apontam que uma explosão, ocorrida na capital, Damasco, fez pelo menos nove mortos e dezenas de feridos. O ataque teria sido provocado por um bombista suicida, perto de uma mesquita.

Áreas Residenciais

No comunicado, publicado em Nova Iorque, Ban deplora os bombardeamentos, explosões e confrontos armados ocorridos em várias áreas residenciais.

A ONU estima em mais de 9 mil o número de mortos nos confrontos entre opositores do presidente Bashar al-Assad e as tropas do governo.

O Secretário-Geral manifesta-se “profundamente preocupado” com a contínua presença de armas pesadas, equipamento militar e forças do Exército em centros populacionais.

Observadores Militares

Citando relatos feitos por observadores militares das Nações Unidas, Ban refere-se à violação dos compromissos assumidos pelo Governo sírio de retirar as suas tropas e armas pesadas dessas áreas. Ele exige às autoridades o cumprimento das suas obrigações sem demora.

Ban Ki-moon condena nos termos mais fortes a repressão contra a população civil e a violência, referindo que “a situação é inaceitável e deve parar imediatamente.”

No sábado, o Conselho de Segurança autorizou o envio da Missão de Supervisão das Nações Unidas na Síria, Unsmis. O grupo será composto por 300 observadores, por um período inicial de três meses.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud