Moçambique tem potencial para uso de tecnologias móveis para educação, diz Unesco

27 abril 2012

Agência cita o país na nova série de publicações on-line sobre aprendizagem com  tecnologias móveis.

[caption id="attachment_208734" align="alignleft" width="350" caption="Série foi lançada pela Unesco"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização da ONU para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, incluiu Moçambique na lista de países com potencial para impulsionar a formação através de tecnologias móveis.

A agência lançou uma nova série de publicações on-line sobre aprendizagem móvel. Os documentos dão exemplos de oportunidades oferecidas pelos recursos para o desenvolvimento.

Oportunidades

Em Moçambique, foi destacada a forma como as tecnologias móveis podem oferecer oportunidades de desenvolvimento profissional para professores em zonas rurais.

Grande parte de africanos tem acesso individual a uma informação interativa e tecnologia de comunicação, como telemóveis, pela primeira vez na história, diz a Unesco. Espera-se que haja 735 milhões de assinaturas até o final do ano.

Leitura

Outros casos do continente africano incluem um projeto de leitura e interação, na África do Sul, e uma iniciativa para o reforço da comunicação entre diretores e professores no Quénia.

De acordo com a Unesco, os número de subscritores de serviços de telefonia móvel em todo o mundo ronda os seis mil milhões. Para cada usuário da Internet, a partir de um computador, há outros dois num dispositivo móvel.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud