Agências da ONU fazem acordo para combater tráfico humano no turismo
BR

26 abril 2012

OMT e Unodc querem ações para prevenir exploração sexual de mulheres e crianças; documento foi firmado nesta terça-feira.

[caption id="attachment_210607" align="alignleft" width="350" caption="Yury Fedotov"]

Camilo Malheiros Freire, da Rádio ONU em Nova York. *

Duas agências da ONU formalizaram um acordo para combater o tráfico humano no setor de turismo.

A cooperação foi firmada pela Organização Mundial do Turismo, OMT, e pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc. A assinatura do documento ocorreu, em Viena, durante a reunião anual da Comissão da Prevenção ao Crime e da Justiça Criminal, que termina nesta sexta-feira.

Vítimas

Segundo o Unodc, somente em 2012, 1 bilhão de pessoas deverão viajar ao exterior. O secretário-geral da OMT, Taleb Rifai, disse que embora a expansão do setor turístico gere crescimento econômico, a infraestutura do turismo pode, às vezes, ser usada por traficantes.

Segundo a OMT, as vítimas do tráfico são em geral mulheres e crianças, que acabam sendo exploradas sexualmente. Outras pessoas traficadas são obrigadas a trabalhar em serviços de cozinha e faxina, ou a pedir dinheiro nas ruas.

Papel Vital

O diretor-executivo do Unodc, Yury Fedotov, afirmou que o setor turístico “pode e deve ter um papel vital na prevenção do tráfico humano”.

Ele disse que já existe um código de conduta para companhias de turismo, e leis que permitem o julgamento, no país de origem, de turistas que abusam sexualmente dos menores.

Fedotov acrescentou que essas e outras iniciativas devem ser fortalecidas e servir de base para vários projetos.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud