Unicef apela para maior proteção às crianças refugiadas da Síria
BR

23 abril 2012

Fundo da ONU afirma estar extremamente preocupado com relatos de menores traumatizados e com sinais de forte angústia; muitos encontraram abrigo na Jordânia, no Líbano e na Turquia.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, afirmou estar extremamente preocupado com o sofrimento contínuo das crianças afetadas pela crise política na Síria.

Durante o Fórum Humanitário da Síria, realizado em Genebra na sexta-feira, o vice-diretor de Programas de Emergência do Unicef disse que crianças e jovens formam 50% dos refugiados sírios que cruzam as fronteiras rumo à Jordânia, ao Líbano e à Turquia.

Trauma e Angústia

Dermont Carty ressaltou que há relatos, obtidos a partir de entrevistas em campo, que confirmam que as crianças estão traumatizadas e com sinais fortes de angústia.

O representante do Unicef pediu a todas as partes envolvidas a protegerem os menores das consequências físicas e emocionais causadas pela violência e pelo deslocamento.

Apelo

Já o Alto Comissariado para Refugiados, Acnur, destacou durante o encontro em Genebra que foram doados menos de 20% da verba requisitada para o Plano de Resposta Regional à Síria.

No mês passado, o Acnur fez o apelo de US$ 84 milhões, equivalentes a mais de R$ 142 milhões, mas das 34 organizações de ajuda humanitária participantes, apenas oito receberam verba.

De acordo com o Acnur, existem mais de 61 mil refugiados da Síria nos países vizinhos que precisam de assistência.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud