Conselho de Segurança faz sessão especial sobre violência na Síria
BR

19 abril 2012

Secretário-Geral participa do encontro; segundo porta-voz do enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe, governo sírio concordou com um protocolo sobre uma equipe avançada de observadores militares ao país.

[caption id="attachment_202382" align="alignleft" width="350" caption="Conselho de Segurança"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Os países-membros do Conselho de Segurança estão reunidos, nesta quinta-feira, para discutir a situação da violência na Síria.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, participa do encontro, que também conta com a presença do embaixador sírio, Ibrahim al-Jafaari.

Manifestantes

Segundo as Nações Unidas, desde março de 2011, mais de 9 mil pessoas já morreram nos confrontos entre tropas do governo e manifestantes contra o presidente Bashar al-Assad.

No último dia 12, entrou em vigor uma cessação da violência, mas de acordo com agências de notícias, as duas partes denunciaram ataques mesmo após a implementação da medida.

Nesta quinta-feira, o enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe à Síria, Kofi Annan, informou, em nota, que o governo do país concordou com um protocolo que servirá de base para a formação de uma equipe avançada de observadores militares, a ser despachada para Damasco.

Plano de Seis Pontos

No último domingo, um grupo de seis monitores chegaram à capital síria para acompanhar a implementação da cessação de violência.

Ainda de acordo com o porta-voz de Kofi Annan, após ser despachada à Síria, a equipe de observadores militares formará um Mecanismo de Supervisão da ONU para apoiar o fim da violência e a implementação do plano de seis pontos, proposto por Annan.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud