ONU alerta para escalar do conflito armado entre Sudão e Sudão do Sul

18 abril 2012

Alta comissária da ONU para os Direitos Humanos mostra preocupação com o que chama “acúmulo dramático de milícias” no norte de Abyei.

[caption id="attachment_214502" align="alignleft" width="350" caption="Integrantes da Missão da ONU no Sudão do Sul"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Navi Pillay, expressou alarme pelo que chamou “ocupação indevida”, pelo Sudão do Sul, da região produtora de petróleo de Heglig no estado sudanês de Kordofan-Sul.

Em nota, Navi Pillay mostra preocupação com relatos do que considera “acúmulo dramático de milícias” no norte da disputada área de Abyei. A região foi recentemente palco de confrontos entre forças dos dois países.

Mortes

Pillay condenou ainda os ataques e bombardeamentos levados a cabo pelo Sudão, indicando que oito pessoas morreram e várias ficaram feridas em operações realizadas em áreas civis do Sudão do Sul.

Um pedido foi lançado aos governos dos dois países para que contenham a escalada de violência ao longo das suas áreas fronteiriças.

Aviões de Guerra

O comunicado aponta a intensificação do uso de aviões de guerra do Sudão no lançamento de bombas e ataques com foguetes, incluindo em áreas próximas de escritórios de organizações internacionais.

A alta comissária pediu a cessação imediata dos ataques que chamou deploráveis e sublinha as obrigações de ambos os governos para garantir a proteção dos civis à luz dos Padrões Internacionais dos Direitos Humanos.

Hostilidades

O comunicado segue-se ao pronunciamento do Secretário-Geral, Ban Ki-moon, no qual manifestou preocupação com a continuação das hostilidades  entre os dois países.

Na mensagen, o Secretário-Geral  chama a atenção para o impacto do conflito sobre os civis e pede medidas jurídicas e diplomáticas para tratar da situação da cidade.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud