Corte em ajuda internacional faz aumentar casos de HIV, alerta ONU
BR

17 abril 2012

Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, disse que países de baixa renda são os que mais sofrem; agência também chama a atenção para o drama dos presidiários que têm a doença.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

O Escritório da ONU sobre Drogas e Crime, Unodc, afirmou que a queda no montante da ajuda internacional a países de baixa renda está aumentando o  número de pessoas vivendo com o HIV.

A declaração foi feita pelo diretor-executivo do Unodc, Yuri Fedotov,  durante uma reunião, semana passada, em Genebra. Segundo ele, a situação de presidiários com o vírus também é dramática.

Usuário de Drogas

Para Fedotov, “trata-se de um quadro arrasador, principalmente nos países onde a epidemia de HIV está concentrada em grupos como os usuários de drogas.”

O chefe da agência afirmou que “tratamentos que poderiam salvar vidas estão diminuindo por falta de dinheiro.” O Unodc tem um papel-chave em assistir governos na luta pela redução à demanda por drogas.

A agência também trabalha pela prevenção do vírus HIV, tratamento e cuidados de pacientes.

Anfetaminas

O diretor-executivo do Unodc disse que, mais do que nunca, são necessários serviços integrados e com foco para usuários de drogas e presidiários. Yuri Fedotov expressou preocupação com o aumento global do abuso de drogas sintéticas, como anfetaminas estimulantes e medicamentos com receitas.

No mês passado, a Comissão sobre Narcóticos realizou uma reunião na qual pediu proteção para os setores mais vulneráveis da sociedade.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud