ONU condena série de ataques no Afeganistão

16 abril 2012

Sede da Nato atingida nas explosões no bairro central da capital, Cabul; agências de notícias falam de pelo menos 50 mortos nos confrontos entre forças de segurança e insurgentes após as explosões.

[caption id="attachment_208033" align="alignleft" width="350" caption="Ban Ki-moon"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU condenou a série de ataques ocorridos, neste domingo e na segunda-feira, no Afeganistão. Agências de notícias estimam que mais de 50 pessoas teriam morrido nos confrontos entre forças de segurança e insurgentes a seguir às explosões.

Na capital, Cabul, ocorreram explosões no bairro central onde várias instituições afegãs e embaixadas estão localizadas. A sede da Nato também foi atingida.

Milícias

Nas cidades de Nangarhar, Logar e as províncias de Paktia também foram relatados ataques que, segundo as agências noticiosas, são atribuídos aos insurgentes Talebã como parte da sua “ofensiva de primavera.”

Ban Ki-moon disse notar o esforço das forças de segurança nacional do país em responder aos eventos e apelou às partes em conflito que usem os meios possíveis para proteger os civis.

Unama

Antes, a Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão, Unama, disse os responsáveis tinham mostrado desprezo pela vida humana ao terem levado a cabo a ação em áreas densamente povoadas.

Falando em Bruxelas, Ban Ki-moon disse que a ONU continuava empenhada em apoiar os esforços do governo para consolidar a paz ea democracia.

A Unama apelou a todas as partes envolvidas no conflito no Afeganistão para colocarem a proteção civil, como sua principal prioridade e tomarem todas as medidas necessárias para evitar baixas civis.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud