Banco Mundial vai redobrar empréstimos para o nordeste do Brasil
BR

11 abril 2012

Presidente do órgão, Robert Zoellick, disse que está otimista com o futuro da região e falou dos planos da Estratégia do Banco Mundial de Parceria com o país.

[caption id="attachment_214102" align="alignleft" width="350" caption="Foto: Banco Mundial"]

Camilo Malheiros Freire, da Rádio ONU em Nova York*

O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, anunciou que o órgão deverá redobrar o número de empréstimos e investimentos no nordeste do Brasil. Durante um discurso, na sede do Banco, em Washington, Zoellick afirmou que está otimista com os avanços e planos para a região.

Ele visitou Pernambuco, no ano passado, e contou ter conhecido de perto os desafios do nordeste, mas segundo ele, foi testemunha também do dinamismo e das oportunidades do Brasil como um todo.

Resultados Excepcionais”

O chefe do Banco Mundial afirmou que “o Brasil já demonstrou uma grande capacidade de resistir à crise econômica global.” Segundo ele, o país obteve “resultados excepcionais” na luta contra a pobreza.

A Estratégia do Banco Mundial de Parceria com o Brasil redobra o investimento no nordeste. Cerca de 30% da população brasileira vivem na região, que concentra somente 14% do Produto Interno Bruto, PIB, do país.

Mas segundo o Banco, o crescimento do nordeste está superando o de todas as regiões do Brasil.

O Banco Mundial tem 28 projetos de desenvolvimento no nordeste, com um investimento equivalente a R$ 6,7 bilhões. São empréstimos para os governos estatais e iniciativas privadas que desenvolvem projetos sustentáveis, acesso à agua e saneamento, à educação e saúde, em todos os estados da região.

*Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud