Brasil anuncia doação de mais de R$ 1 milhão para refugiados no Equador
BR

29 março 2012

País concentra a maior população de refugiados da América Latina com mais de 55,7 mil pessoas; mais de 98% são colombianos.

[caption id="attachment_213527" align="alignleft" width="350" caption="País tem a maior população de asilados da AL"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

Refugiados que vivem no Equador poderão contar agora com uma ajuda equivalente a mais de R$ 1 milhão do governo brasileiro. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, em Quito, capital do país.

A doação será usada em programas do governo equatoriano e do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur.

Irmãos

Numa cerimônia, o Equador agradeceu ao embaixador do Brasil em Quito, Fernando Simas. O chanceler equatoriano, Ricardo Patiño, afirmou que seu país tem um política de refúgio por acreditar que “os cidadãos latino-americanos são como irmãos dos equatorianos.”

Mais de 98% dos refugiados abrigados pelo Equador são da Colômbia. Com quase 56 mil refugiados, o Equador concentra a maior população de asilados da América Latina.

Por exercer o conceito da “cidadania universal” que dispensa vistos para qualquer estrangeiro, o Equador recebe cidadãos de todo o mundo.

Segundo o Acnur, o Brasil também está apoiando projetos de proteção e assistência a refugiados no Equador com doações ao Programa Mundial de Alimentos e outras diretas ao Acnur.

*Com informações do Acnur Brasil.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud