Unaids destaca papel dos chefes tradicionais na luta contra Sida no Zimbabué

21 março 2012

Um projecto acompanhado pela organização da ONU envolve chefes das aldeias como intermediários das campanhas de luta contra o HIV convencendo os homens a adoptarem práticas seguras para parar as infecções.

João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa.

O Programa Conjunto das Nações Sobre HIV/Sida, Onusida, revela que o plano nacional de erradicação da doença no Zimbabué cobre 70% do país e tem como objectivo reduzir a transmissão do HIV das mães para os filhos dos 14% registados em 2010 para 5% em 2015.

Uma das estratégias do país passa por envolver os homens das comunidades rurais nas iniciativas para parar as infecções com o HIV.

Líderes tradicionais

Uma das iniciativas conta com a intervenção dos chefes tradicionais, como é o caso do projecto Pandere/ Fórum dos homens sobre as diferenças de género. Trata-se de uma organização que trabalha com líderes tradicionais na província de Mashonaland.

Tradicionalmente, os homens zimbabueanos reúnem-se junto a uma fogueira ou de uma árvore para debaterem questões da comunidade e tomar decisões, numa prática que exclui as mulheres e as crianças, e faz com que a maioria das decisões não leva em conta o ponto de vista das mulheres.

Igualdade

O objectivo do projecto Pandare é alterar esta prática exclusiva dos homens através do recurso aos líderes tradicionais e religiosos, os avôs, pais, tios e irmãos para discutirem a igualdade entre homens e mulheres. Nestes debates está incluída a mobilização dos homens para o apoio aos programas para parar novas infecções com o HIV entre as crianças.

O chefe Chiveso, um dos líderes tradicionais envolvidos no projecto, resumiu à Onusida o que é exigido aos responsáveis dizendo que como chefes, têm “um papel importante na sensibilização das comunidades. Além do direito das crianças a uma vida digna, os bebés que estamos a perder são potenciais médicos, enfermeiros e professores da nossa sociedade no futuro”.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud