Nações Unidas parabenizam Timor-Leste por eleições pacíficas
BR

19 março 2012

Votação, realizada no sábado, terá candidato da Fretilin, partido da oposição,  e ex-comandante das Forças Armadas, no segundo turno; atual presidente e Prêmio Nobel da Paz, José Ramos Horta ficou em terceiro lugar.

[caption id="attachment_213015" align="alignleft" width="350" caption="Votação ocorreu no sábado"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas elogiaram a realização das eleições presidenciais no Timor-Leste, o país de língua portuguesa no sudeste da Ásia.

Em nota, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que a votação do sábado ocorreu de forma pacífica. Para ele, o pleito demonstrou o compromisso dos timorenses com a democracia e a paz.

Segundo Turno

Ban elogiou ainda as autoridades do país, especialmente o Secretariado Técnico e Comissão Eleitoral Nacional por organizarem a votação.

Segundo a Missão da ONU no Timor, Unmit, o envolvimento da organização com as eleições desta vez foi mínimo.

De acordo com os resultados preliminares, baseados na apuração de 70% dos votos, o presidente José Ramos Horta teria ficado em 3º lugar, perdendo o direito de disputar o segundo turno.

Para a reta final foram o candidato do partido de oposição, Fretitlin, Francisco Guterres e o ex-comandante das Forças Armadas, Taur Matan Ruak.

Ao todo concorreram 12 candidatos, incluindo duas mulheres.

O segundo turno está marcado para 14 de abril.

Este ano, o Timor-Leste comemora 10 anos de independência da Indonésia, o país vizinho que invadiu o Timor logo após a saída dos portugueses, em 1975.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud