Encontro sobre lixo electrónico em África exige redução dos impactos ambientais

16 março 2012

A reunião promovida pelo Pnuma foi a primeira do género no continente africano e pediu uma estratégia para tornar o lixo electrónico em oportunidades de rendimentos

[caption id="attachment_211525" align="alignleft" width="350" caption="Pnuma: lixo eletrónico "]

João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa.

O Fórum Panafricano para o Lixo Electrónico terminou esta sexta feira com recomendações para que sejam definidas prioridades na redução dos impactos ambientais provocados pelos desperdícios eléctricos e electrónicos.

O encontro foi organizado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, e pelo Secretariado da Convenção de Basileia.

Conclusões

O encontro decorreu nos escritórios do Pnuma em Nairobi, no Quénia. Os participantes no Fórum, entre eles representantes de 18 países africanos,

as Nações Unidas, organizações não governamentais, membros de universidades e do sector privado concordaram ainda na promoção do potencial de desenvolvimento económico e criação de empregos associados ao sector da preservação do ambiente.

O Fórum foi o primeiro encontro do género em África e procurou soluções de longo termo para o contínuo aumento em África de equipamentos como telemóveis obsoletos, frigoríficos, televisores e outros produtos electrónicos.

Uma das conclusões apresentadas é o facto do continente africano poder apresentar um volume mais alto de lixo electrónico do que a Europa em 2017.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud