Explosão em paiol no Congo deixou sem casa pelo menos 14 mil pessoas

14 março 2012

A agência da ONU para os refugiados está a registar os deslocados internos; a ONU respondeu ao pedido de ajuda do governo da República do Congo enviando peritos e ajuda humanitária urgente.

[caption id="attachment_212883" align="alignleft" width="350" caption="Foto: Acnur"]

Joyce de Pina, Rádio ONU em Nova Iorque.

Na sequência da explosão de um paiol carregado de armas na capital da República do Congo, em Brazzaville, no início deste mês, pelo menos 14 mil pessoas ficaram sem casa.

As Nações Unidas, através da agência para refugiados, Acnur, estão a distribuir ajuda de urgência a estas pessoas, depois de ter recebido um pedido de ajuda vindo do governo.

Deslocados Internos

As vítimas, agora sem casa, recebem tratamento enquanto deslocados internos. Recorde-se que a explosão, ocorrida a 4 de março, matou pelo menos 200 pessoas.

Os sem abrigo estavam a ser instalados, de forma informal, num mercado. O Acnur está agora a gerir os campos improvisados e a proceder com o registo dos deslocados.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud