Unicef denuncia homicídio de crianças na Síria, algumas decapitadas

13 março 2012

Vários cadáveres foram encontrados na cidade síria de Homs, alguns decapitados, no mesmo dia que o presidente se encontrou com o enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe, Kofi Annan.

[caption id="attachment_211410" align="alignleft" width="350" caption="Foto: UN PHOTO"]

Camila Viegas-Lee, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, denunciou esta terça-feira o homicídio de crianças e mulheres. Os corpos, alguns decapitados, foram encontrados no domingo na cidade de Homs, no oeste da Síria.

De acordo com as agências de notícias, cadáveres de crianças pequenas foram encontrados entre as vítimas no bairro de Karm el-Zeytoun. Alguns tinham marcas de tortura, outros estavam decapitados.

Selvageria

Para a diretora regional do Unicef, Maria Calivis, é dificil entender uma selvageria nesta escala, especialmente quando envolve crianças. Calivis urgiu a todos os que estão envolvidos no conclito para se comportarem à altura da sua responsabilidade, e protegerem as crianças.

No mesmo dia que os corpos foram encontrados, o ex-Secretário Geral da ONU e enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe pra a Síria, Kofi Annan, reuniu-se com o presidente sírio Bashar al-Assad, para pedir o fim da violência.

O presidente da Assembleia Geral da ONU, Nassir Abdulaziz al-Nasser, afirmou, na segunda-feira, que o número de pessoas mortas durante crise, no país, que já fez um ano, ultrapassa as oito mil.

*Apresentação: Joyce de Pina.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud