Fome no Níger afeta mais de seis milhões de pessoas

13 março 2012

Agências humanitárias apelam para ação rápida no financiamento de respostas à crise.

Joyce de Pina, Rádio ONU em Nova Iorque.

De acordo com as Nações Unidas, a fome no Níger está a afetar mais de seis milhões de pessoas, e financiamento urgente é necessário para fazer face à crise.

As agências humanitárias advertem para o perigo de um aumento no número de vítimas devido à diminuição das reservas de alimentos no país. A ajuda humanitária é urgente, de acordo com organizações não governamentais e as Nações Unidas.

Ajuda Imediata

As entidades, entre elas o coordenador humanitário residente das Nações Unidas no país, são unânimes em afirmar que mais de seis milhões de pessoas necessitam de assistência imediata, em especial mulheres e crianças.

Fodé Ndiaye afirmou que para poderem fazer face à falta de alimentos, as famílias são forçadas, entre outras coisas, a reduzir o número de refeições por dia e a vender bens para poderem comprar alimentos, sendo que outras estão a migrar para as zonas urbanas ou países vizinhos.

Vários fatores convergem para a situação atual no Níger, entre eles más colheitas, aumento do preço dos alimentos, redução do valor do gado e elevado nível de endividamento das famílias devido a crises passadas.

Crianças

Em algumas comunidades, por exemplo, mais de 40 por cento dos residentes abandonou as suas casas em busca de alimentos e meios de subsistência, a maior parte instalando-se nas zonas urbanas.

A nível nacional, mais de 33 mil crianças foram retiradas da escola devido aos movimentos de migração dos pais ou para trabalharem, de forma a contribuirem para o sustento da família. Quase meio milhão de crianças corre o risco de estar mal nutrida.

Prevenção a um dólar

De acordo ainda com as agências humanitárias, a prevenção custa USD$ 1 por criança, enquanto o tratamento custa US$ 80.

O governo local tem um plano considerado ambicioso, que prevê, entre outras coisas, a venda de cereais a preços moderados, e atividades de reabilitação do gado, além da distribuição de sementes e ração para animais.

As agências apelam aos doadores para ajudarem o executivo do Níger a implementar este plano, que custará US$ 229 milhões. Até agora, apenas 30 por cento da verba foi recebida.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud