Imagens de doentes torturados na Síria chocam responsável da ONU

6 março 2012

O porta-voz do Escritório de Direitos Humanos afirmou estar chocado com um vídeo, exibido pelo canal  britânico Channel 4, que mostra um paciente a ser torturado  dentro de um hospital militar.

[caption id="attachment_210511" align="alignleft" width="350" caption="Rupert Colville"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque*.

O Escritório de Direitos Humanos das Nações Unidas anunciou estar chocado com as imagens exibidas pelo canal britânico Channel 4, que mostram pacientes a serem torturados num hospital militar na Síria.

De acordo com as agências de notícias, mais de sete mil pessoas já morreram no país desde o início dos protestos contra o presidente Bashar al-Assad, há quase um ano.

Relatos

O vídeo, que alegadamente foi filmado dentro de um hospital militar, mostra atos de tortura a ocorrerem enquanto pessoas procuram socorro e assistência.

O porta-voz do escritório de Direitos Humanos da ONU, Rupert Colville, afirmou que os relatos sobre casos de tortura em hospitais são também referenciados nos documentos apresentados pela Comissão de Inquérito que apurou eventuais violações de direitos humanos na Síria.

Testemunhas afirmaram que alguns soldados vestidos de médicos eram os responsáveis pelos interrogatórios e torturas.

Na sequência destes relatos, muitos feridos, com medo, procuram assistência em hospitais ou locais improvisados, locais muitas vezes sem recursos ou segurança.

Ainda nesta terça-feira, em conferência de imprensa, na sede da ONU em Genebra, a porta-voz da Organização Mundial da Saúde, Fadela Chaib, recordou que a OMS não está presente na Síria. No entanto, Chaib indicou que a organização continua a defender a neutralidade dos postos de saúde, e pede que os mesmos não sejam usados como alvo ou instrumento pelas partes em conflito.

*Apresentação: Joyce de Pina.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud