Chefe da “ONU Mulher” sublinha urgência em garantir igualdade de género

6 março 2012

Em Marrocos para celebrar o Dia Internacional da Mulher, Michelle Bachelet, diretora executiva da ONU Mulheres, pede que às mulheres marroquinas, e conterrâneas regionais, sejam dadas oportunidades para aumentarem a sua participação na vida política.

Joyce de Pina, Rádio ONU em Nova Iorque.

Michelle Bachelet, subsecretária-geral das Nações Unidas e diretora executiva da ONU Mulheres, está em Marrocos para comemorar o Dia Internacional da Mulher, que se celebra a 8 de março. A escolha do país não foi por acaso, a responsável pretende solidarizar-se com as mulheres da região que lutam pela igualdade.

O tema do Dia Internacional da Mulher este ano são as mulheres rurais.

As Nações Unidas apelam ao aumento da participação dessas mulheres na vida política e pedem também uma maior autonomia económica e financeira para elas.

Sociedade Saudável

Às mulheres marroquinas e conterrâneas da região, Bachelet pede que as deixem ser parte mais ativa nos processos de transição democrática em curso.

A chefe da ONU Mulheres sublinha ainda que “a completa e igual participação das mulheres nas vidas económica e política é fundamental para a Democracia e a Justiça, uma exigência da própria população. A responsável acrescenta ainda que a igualdade de direitos e oportunidades é prova de sociedades e economias saudáveis”.

Na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, o dia internacional vai ser celebrado às 10 da manhã, hora local, do dia 7 de março. “Dar autonomia às mulheres rurais, acabar com a pobreza e a fome”, é o lema deste ano.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud