Aiea indica que Irão terá triplicado produção mensal de enriquecimento de urânio

5 março 2012

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica indicou que o Irão triplicou a produção mensal de enriquecimento de urânio; Yukiya Amano pediu ao governo iraniano que cumpra as resoluções do Conselho de Segurança.

[caption id="attachment_212318" align="alignleft" width="350" caption="Foto: Aiea"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque*.

A Agência Internacional de Energia Atómica, Aiea, indicou que o Irão não está a cooperar no que diz respeito ao seu programa nuclear.

Durante uma comunicação feita ao Conselho de Governadores da Aiea, nesta segunda-feira, o diretor-geral Yukiya Amano afirmou que desde o último relatório, em novembro, o Irão teria triplicado a quantidade mensal de produção de enriquecimento de urânio.

Visita de Inspetores

Amano explicou ainda que o Irão não permitiu aos inspetores da Aiea acederem à instalação de Parchin durante as visitas país no mês passado.

Apesar de o Irão ter preparado uma declaração sobre o programa nuclear, Amano indica que o documento não respondeu às preocupações expostas pela agência sobre a possível dimensão militar das atividades nucleares iranianas.

O diretor-geral da Aiea afirmou ainda  que não houve acordo com o Irão no que toca aos assuntos pendentes do programa atómico.

Amano voltou a pedir ao governo de Teerão que cumpra as resoluções do Conselho de Segurança e que implemente as salvaguardas e obrigações enquanto signatário do Tratado de Não-Proliferação Nuclear.

No mesmo relatório apresentado ao Conselho de Governadores da agência, Amano também abordou temas relacionados com a Síria e a Coreia do Norte.

*Apresentação: Joyce de Pina.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud