Ban em Angola lança campanha nacional contra a polio

28 fevereiro 2012

Apesar de ter sido considerada erradicada em 2011, a polio regressou quatro anos depois; ONU ajuda a lançar campanha, com envolvimento pessoal de presidente Eduardo dos Santos.

[caption id="attachment_209997" align="alignleft" width="350" caption="Foto: WHO"]

Joyce de Pina, Radio ONU em Nova Iorque.

A campanha nacional de vacinação contra a polio foi lançada na segunda-feira em Angola pelo Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban ki-moon.

Apesar de considerada erradicada em 2001, a doença regressou. Ban Ki-moon elogiou o governo pela liderança exercida na materia e pelo empenho pessoal do presidente José Eduardo dos Santos.

O lançamento da campanha realizou-se em Viana, perto de Luanda, a capital.

Para Ban, o regresso da doença em Angola é prova em como uma resposta rápida tem de ser dada aos novos casos que surgem e que todas as crianças devem estar imunizadas contra a polio e receber outras vacinas preventivas de doenças.

Ban afirmou que Angola tornou-se num exemplo notável para a luta contra a polio, uma luta que travou mesmo quando estava a fazer frente a outras crises.

O Secretário-Geral das Nações Unidas acrescentou que para se erradicar a polio, esta tem de ser tratada como uma emergência em termos de saúde pública, o acesso à àgua potável tem de melhorar, um ambiente limpo tem de existir e um sistema de controlo implementado.

Todos Juntos

O Secretário-Geral indicou ainda que todos os trabalhadores na área da saúde, voluntários, mães e pais têm de tomar parte na erradicação da doença do país.

Além da campanha contra a polio, Ban manteve, durante a breve visita a Angola, entre os dias 26 e 27 deste mês, reuniões com o presidente Dos Santos e ministros, assim como membros da sociedade civil. Entre outros assuntos, Ban discutiu a forma de reforçar os laços das Nações Unidas com o país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud