Para Unicef, chegou a altura de se concentrar na infância urbana

24 fevereiro 2012

O relatório anual da organização das Nações Unidas dedicado ao estado mundial da infância, o mais importante documento da agência, sugere uma mudança na forma como olhamos para as necessidades das crianças; o relatório vai ser publicado na próxima terça-feira, na Cidade do México.

Joyce de Pina, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, sugere que, como mais de metade dos sete mil milhões de pessoas que compõem a população mundial vive em zonas urbanas, o mundo deve concentrar-se este ano na infância urbana.

É já na próxima terça-feira que o Unicef vai lançar o relatório Estado Mundial da Infância.

O estudo recorda que as cidades são conhecidas como geradoras de crescimento económico, no entanto alerta para o fato de muitas das crianças residentes em urbes não serem beneficiadas por esse crescimento económico que leva à expansão urbana.

Mundo Urbano

Num mundo cada vez mais urbano, a ausência de atenção sustentada nos direitos das crianças significa, de acordo com o Unicef, que algumas delas ficam para trás.

O relatório concluiu, entre outras coisas, que a muitas crianças urbanas é-lhes negado o direito à sobrevivência, saúde, nutrição, educação e proteção.

Apesar de as cidades oferecerem, regra geral, melhores opções no que toca a escolas, acesso à saúde ou recreação, os que vivem sem muitos meios, normalmente em bairros informais, crianças migrantes, ou mesmo as que vivem na rua não têm um acesso completo a estes bens. A desigualdade urbana é comum a todos os países.

Sugestão

O relatório Estado Mundial da Infância informa sobre a situação das crianças nos meios urbanos e oferece sugestões para garantir que a infância passada nas cidades seja segura, saudável e satisfatória.

Uma forma de diminuir a diferença entre as crianças com acesso e sem às oportunidades que a urbe oferece é aplicar esforços concertados no sentido de colocar o direito dessas crianças no centro das atenções dos decisores das zonas urbanas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud