ONU doa US$ 2,8 milhões ao Fundo de Pensão para militares da Guiné

10 fevereiro 2012

O anúncio foi feito nesta sexta-feira; os fundos vão ser atribuídos aos militares e membros das forças de segurança da Guiné-Bissau, país lusófono; o documento que desbloqueia a verba foi assinado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e pelo representante especial do Secretário-Geral da ONU.

Joyce de Pina, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo de Consolidação da Paz das Nações Unidas vai conceder US$ 2,8 milhões à Guiné-Bissau, destinados ao Fundo de Pensão dos militares e membros das forças de segurança do país.

De acordo com o ministro guineense dos Negócios Estrangeiros, Cooperação Internacional e das Comunidades, Mamadu Djaló Pires, essa verba vai permitir arrancar com a reforma do setor da defesa e Segurança, em especial, a reforma do fundo de Pensão.

Apoio Necessitado

De acordo com o representante especial do Secretário-Geral da ONU para a Guiné-Bissau, Joseph Mutaboba, espera-se que o apoio das Nações Unidas tenha um efeito “catalizador” e leve outros parceiros a apoiarem financeiramente o fundo, já que os militares da Guiné-Bissau “há muito que esperam pela reforma”, sublinhou Mutaboba.

O representante da ONU acrescentou que as reformas no país são de extrema importância, em especial nas áreas da justiça e administração pública, já que contribuem sobremaneira para o desenvolvimento e beneficio da população guineense.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud