ONU envia equipas para assistir 20 mil refugiados fugidos da violência no Mali

9 fevereiro 2012

O norte do Mali está a ser afligido por confrontos entre os tuareg e forças do governo; o conflito já provocou a fuga de 20 mil pessoas; o Acnur vai dar assistência aos necessitados que entretanto fugiram para o Níger, Burkina Faso e Mauritânia.

[caption id="attachment_211344" align="alignleft" width="350" caption="Foto: UN PHOTO"]

Joyce de Pina, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, enviou equipas de emergência para os países vizinhos do Mali. Os funcionários do Acnur tentam  responder às necessidades de 20 mil pessoas forçadas a fugirem dos combates no norte do país.

A maioria dos refugiados encontra-se no Níger, Burkina Faso e Mauritânia.

Os combates entre os grupos rebeldes Tuareg e as forças governamentais

em Azawad, no norte, começaram em meados de janeiro. "Nas últimas três semanas, há relatos de que pelo menos 10 mil pessoas atravessaram a fronteira do Níger, nove mil buscaram refúgio na Mauritânia e três mil no Burkina Faso", indicou o porta-voz da agência da ONU, Adrian Edwards, em conferência de imprensa em Genebra, nesta terça-feira.

A urgência da ajuda do Acnur deve-se, em parte, ao facto de muitos dos refugiados estarem a dormir ao relento e não terem acesso a bens de primeira necessidade.

A título de exemplo, mais de cinco mil refugiados que se instalaram nos distritos de Tillaberery, no Níger, estão a partilhar uma fonte de água com a população local.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud