Refugiados fogem do regresso dos confrontos entre tuaregs e exército do Mali

7 fevereiro 2012

Uma equipa operacional das Nações Undias foi enviada para o Mali para dar assistência a umas 20 mil pessoas forçadas a fugir de combates entre as forças do governo e os rebeldes tuareg.

[caption id="attachment_211232" align="alignleft" width="350" caption="Violência recomeçou mês passado"]

Joyce de Pina, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, indicou que a maior parte dos deslocados que foge dos confrontos entre os tuareg e as forças do governo do Mali vivem na região do norte do país, em Azawad.

A violência recomeçou em meados do mês passado, depois de um acordo de paz de 2009. Os refugiados estão a fugir para o Níger, Burkina Faso e Mauritânia. O êxodo contempla tanto tuaregs como refugiados mali.

Acordo

A agência da ONU sublinhou que os confrontos armados entre o Movimento Nacional de Libertação Azawad e as forças do governo recomeçaram a 17 de janeiro, desrespeitando o acordo de 2009, que tinha, de forma oficial, terminado as hostilidades entre as duas fações beligerantes.

De acordo com o porta-voz do Acnur, de Genebra, nas últimas três semanas 10 mil pessoas terão atravessado a fronteira para o Níger, outras 9000 foram para a Mauritânia e três mil para o Burkina Faso.

Muitos dos refugiados recentes dormem ao relento, sem acesso facilitado a água potável, comida e serviços de saúde.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud