Meteorologia na Europa indica queda de temperatura recorde para os próximos dias
BR

7 fevereiro 2012

Segundo serviços da Suíça, estação pode ser a mais fria desde 1987; tempestades de neve isolaram pelo menos 70 mil pessoas no sul da Sérvia; massa de ar frio partiu da Rússia e da Sibéria, no mês passado.

Joyce de Pina, da Rádio ONU em Nova York.*

O Serviço de Meteorologia da Suíça informou que os próximos dias podem registrar uma queda de temperatura recorde. A onda de frio, que começou na Rússia e na Sibéria, está causando até 30º Celsius negativos nos termômetros da Europa central.

Segundo agências de notícias, tempestades de neve isolaram ao menos 70 mil pessoas no sul da Sérvia. Já na Itália, 25 morreram, nos últimos dias, por causa do frio.

Alta Pressão

A Organização Mundial de Meteorologia, OMM, informou que a alta pressão vem da Sibéria, aliada à umidade do centro do Mediterrâneo. A combinação está causando uma  queda de neve no centro e no oeste do continente, como contou o porta-voz da OMM, Omar Baddour.

O porta-voz explicou que a onda de frio se caracteriza pela queda rápida da temperatura, que atingiu -30º Celsius nas regiões do centro da Europa, incluindo os Bálcãs. Ele afirmou que uma massa de ar muito fria partiu do Ártico para o Sul.

Para a OMM, apesar das temperaturas negativas, a Europa não deve passar pela mesma situação, registrada há vários anos, com frio recorde, na qual muitas pessoas morreram.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud