Produção de arroz em 2011 pode ter alcançado novo recorde, diz FAO
BR

1 fevereiro 2012

Segundo estimativas preliminares da agência, aumento teria sido de 21,4 milhões de toneladas, 3% a mais que o resultado de 2010.

[caption id="attachment_210944" align="alignleft" width="350" caption="Foto: FAO"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, informou que a produção global de arroz em 2011 pode ter alcançado um novo recorde. O resultado seria 3% maior que o registrado em 2010.

Em comunicado, emitido nesta quarta-feira, a FAO divulgou resultados preliminares que dão conta de um aumento de 21,4 milhões de toneladas de arroz.

Boa Safra

A boa safra na Ásia foi o fator chave para a subida da produção.

Apesar do aumento do preço do arroz e acidentes naturais como as cheias no sudeste da Ásia, o continente conseguiu produzir 1,5 milhão de toneladas a mais que o previsto em novembro passado.

Já na África, o aumento na produção de arroz deve ser de 1% em relação a 2010, com um total de 25,5 milhões de toneladas.

A recuperação do Egito além de avanços na Nigéria e na Serra Leoa estão por trás da boa performance do continente. A estação de colheitas também foi positiva para a América Latina e Caribe, e a Oceania.

Exportações

Para este ano, no entanto, a FAO prevê uma queda no comércio internacional de arroz de até 1 milhão de toneladas. As restrições no fornecimento do produto devem inibir exportações da Argentina, do Brasil e dos Estados Unidos, entre outros países.

Ainda de acordo com a FAO, o preço do arroz continua alto. Em nível mundial, o consumidor desembolsou 10% a mais, em cada quilo do produto, se comparado ao que foi pago em 2010.

*Apresentação: Eduardo Costa Mendonça.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud