Produção de arroz em 2011 pode ter alcançado novo recorde, diz FAO BR

Produção de arroz em 2011 pode ter alcançado novo recorde, diz FAO

Segundo estimativas preliminares da agência, aumento teria sido de 21,4 milhões de toneladas, 3% a mais que o resultado de 2010.

[caption id="attachment_210944" align="alignleft" width="350" caption="Foto: FAO"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, informou que a produção global de arroz em 2011 pode ter alcançado um novo recorde. O resultado seria 3% maior que o registrado em 2010.

Em comunicado, emitido nesta quarta-feira, a FAO divulgou resultados preliminares que dão conta de um aumento de 21,4 milhões de toneladas de arroz.

Boa Safra

A boa safra na Ásia foi o fator chave para a subida da produção.

Apesar do aumento do preço do arroz e acidentes naturais como as cheias no sudeste da Ásia, o continente conseguiu produzir 1,5 milhão de toneladas a mais que o previsto em novembro passado.

Já na África, o aumento na produção de arroz deve ser de 1% em relação a 2010, com um total de 25,5 milhões de toneladas.

A recuperação do Egito além de avanços na Nigéria e na Serra Leoa estão por trás da boa performance do continente. A estação de colheitas também foi positiva para a América Latina e Caribe, e a Oceania.

Exportações

Para este ano, no entanto, a FAO prevê uma queda no comércio internacional de arroz de até 1 milhão de toneladas. As restrições no fornecimento do produto devem inibir exportações da Argentina, do Brasil e dos Estados Unidos, entre outros países.

Ainda de acordo com a FAO, o preço do arroz continua alto. Em nível mundial, o consumidor desembolsou 10% a mais, em cada quilo do produto, se comparado ao que foi pago em 2010.

*Apresentação: Eduardo Costa Mendonça.