Brasil e Moçambique prometem combater doenças tropicais até 2020
BR

30 janeiro 2012

Países firmaram Declaração de Londres sobre parceria internacional para combater 10 enfermidades em uma década; iniciativa tem apoio da Fundação Bill & Melinda Gates e da Organização Mundial da Saúde, OMS.

[caption id="attachment_210827" align="alignleft" width="350" caption="Foto: OMS"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Os governos do Brasil e de Moçambique estão participando de uma parceria internacional para combater 10 doenças tropicais até 2020.

A iniciativa, anunciada nesta segunda-feira em Londres, foi firmada no  Royal College of Physicians. A parceria é considerada a maior colaboração coordenada de combate a doenças tropicais. Participam do projeto 13 empresas farmacêuticas, a Organização Mundial da Saúde, o Banco Mundial e a Fundação Bill e Melinda Gates.

Novos Remédios

Batizada de “Declaração de Londres sobre Doenças Tropicais Negligenciadas”, a ação deve ajudar a melhorar a vida de cerca de 1,4 bilhão de pessoas, em todo o mundo, afetadas pelas doenças tropicais. Entre elas estão: leishmaniose, doença de Chagas, hanseníase, tracoma e doença do sono.

Os governos de Bangladesh, Brasil, Moçambique e Tanzânia, onde as doenças tropicais são endêmicas, informaram que irão implementar planos integrados para combater o problema, além de investir mais dinheiro na prevenção.

O ministro da saúde moçambicano, Alexandre Manguele, contou que o governo já tomou as medidas para eliminar as doenças tropicais e reforçou o compromisso do país com o controle.

Pesquisa e Desenvolvimento

Já o Brasil foi representado no encontro por Jarbas Barbosa, do Ministério da  Saúde.

A medida inclui a troca de experiências para acelerar a pesquisa e o desenvolvimento de novos remédios contra as doenças tropicais. A Fundação Bill & Melinda Gates informou que doará à iniciativa US$ 363 milhões, equivalente a R$ 617 milhões, para os próximos cinco anos.

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde, Margaret Chan, afirmou que os trabalhos coordenados da OMS com pesquisadores, parceiros e indústria farmacêutica têm ajudado a mudar a situação das doenças tropicais.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud