Economia mundial deve continuar tendência de desaceleração este ano

18 janeiro 2012

Em relatório, divulgado nesta terça-feira, o Banco Mundial alerta sobre os riscos para países emergentes que podem ser afetados pela desaceleração económica na Europa e Estados unidos.

[caption id="attachment_210265" align="alignleft" width="350" caption="Banco Mundial: desaceleração da economia"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque*.

O mais recente relatório do Banco Mundial sugere que o desaceleramento da economia mundial vai continuar este ano. Segundo o organismo, países em desenvolvimento devem tomar medidas e preparar-se para o que o relatório classificou como “riscos adicionais”.

O alerta foi feito nesta terça-feira, em Washington, durante a divulgação do relatório “Perspectivas Económicas Globais”.

Crescimento Global

Ainda de acordo com o Banco Mundial, a crise na zona do euro e outros problemas que afetam as economias avançadas provocaram uma redução na previsão do crescimento económico para este ano.

Os países em desenvolvimento devem crescer 5,4 por cento e os desenvolvidos 1,4 por cento. A previsão para o crescimento global é agora de 2,5 por cento contra uma estimativa de 3,6 por cento feita pelo Banco em junho passado.

Já para 2013, os economistas apostam em 3,1 por cento de crescimento global.

Um dos vice-presidentes do Banco Mundial, Justin Yifu Lin, afirmou que as nações em desenvolvimento devem começar a preparar-se para outros choques “enquanto vão a tempo”, já que de acordo com o órgão, a estimativa de crescimento destas nações pode ser afetada pela crise mundial.

Analistas indicam que se a situação das economias avançadas na Europa se agravar, o mundo corre o risco de viver uma crise económica parecida com a de 2008.

*Apresentação: Joyce de Pina.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud