Acnur dá por terminada crise dos deslocados internos no Uganda

6 janeiro 2012

Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados colocou um fim ao programa de assistência; a maioria dos deslocados regressou à casa.

[caption id="attachment_209736" align="alignleft" width="350" caption="Maioria dos deslocados já regressaram"]

Joyce de Pina, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O escritório do Acnur em Gulu, no Uganda, fechou depois de cinco anos de actividade.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados colocou um ponto final às operações de assistência aos deslocados internos no país.

Fim da Crise

De acordo com a agência da ONU, a maioria dos dois milhões de deslocados internos já regressou a casa.

O Acnur estava mandatado para proteger os civis deslocados da violência entre o exército do Uganda e as forças do Exército de Resistência do Senhor, um conflito que atingiu o auge em 2005, tendo obrigado quase dois milhões de pessoas a viverem em 251 campos distribuídos por 11 distritos no norte do país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud