Missão da ONU no Haiti dá pêsames ao país após naufrágio que matou 38
BR

28 dezembro 2011

Embarcação foi encontrada no sábado com os corpos das vítimas por guardas costeiros de Cuba; 87 pessoas foram salvas incluindo quatro crianças.

[caption id="attachment_209376" align="alignleft" width="350" caption="Mariano Fernández Amunátegui"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O chefe da Missão das Nações Unidas no Haiti, Minustah, Mariano Fernández, emitiu uma nota de pesar pela morte de 38 haitianos num naufrágio na costa leste de Cuba.

Segundo a mídia local, os passageiros tentavam migrar em busca de uma vida melhor.

Compromisso

A embarcação com os 38 corpos foi encontrada no sábado, apenas a 100 metros da costa.

Ao dar os pêsames ao presidente do Haiti, Michel Martelly, e ao povo do país, Mariano Fernández reafirmou o compromisso da Minustah com melhorar as condições de vida no país caribenho.

De acordo com a Missão da ONU, muitos haitianos arriscam suas vidas para chegar a outros países.

A Defesa Civil de Cuba informou que entre as vítimas fatais estavam 21 homens e 17 mulheres, 87 passageiros conseguiram se salvar incluindo quatro crianças.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud