ONU renova mandato na Guiné-Bissau até fevereiro de 2013

21 dezembro 2011

O Conselho de Segurança das Nações Unidas renovou esta quarta-feira a continuidade do mandato da missão na Guiné-Bissau; o país vai poder manter a Uniogbis até fevereiro de 2013 para melhor consolidar a paz e o desenvolvimento.

[caption id="attachment_207882" align="alignleft" width="350" caption="Conselho de Segurança decidiu renovar mandato da missão"]

Joyce de Pina, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A presença das Nações Unidas na Guiné-Bissau vai manter-se até fevereiro de 2013 de forma a permitir ao país ultrapassar os desafios estruturais que enfrenta.

O Gabinete Integrado da ONU para a Consolidação da Paz no país, Uniogbis, tem por mandato assistir a Guiné-Bissau na implementação das reformas nos setores da justiça, defesa e combate ao tráfico de drogas, crime organizado e impunidade, assim como na promoção do diálogo nacional.

Necessidade

Esta quarta-feira, a renovação da missão foi discutida no Conselho de Seguranca das Nações Unidas. O embaixador da Guiné-Bissau, João Soares da Gama, em declarações à Rádio ONU em Nova Iorque, descreveu o trabalho da missão no seu país.

" (A Guiné-Bissau) Tem todo o interesse que a Uniogbis continue a sua missão, no sentido da implementação rápida das reformas da defesa e segurança, da reforma da Justiça, da reforma do Estado em geral e na promoção do direito democrático. Direitos do homem, combate ao narcotráfico, crime organizado, situação da impunidade, promoção do diálogo nacional.”

A importância da renovação do mandato da Uniogbis justifica-se também, ainda de acordo com o embaixador, com a realização, em janeiro, da Conferência Nacional sobre consolidação da paz e desenvolvimento no país. Um encontro que vai discutir também reconciliação.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud