Ban oferece ajuda a vítimas das cheias, que mataram centenas nas Filipinas
BR

19 dezembro 2011

Dezenas de milhares estão desabrigados na ilha de Mindanao, no norte do país; agências de notícias indicam que mais de 120 mil pessoas podem ter sido afetadas pela tempestade tropical.

[caption id="attachment_209052" align="alignleft" width="350" caption="Foto: UN PHOTO"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas emitiram uma nota manifestando preocupação com o impacto da tempestade tropical Washi ou Sendong, que afetou as Filipinas no fim de semana. Ban lembrou que a ONU e os parceiros da organização estão prontos a apoiar o governo filipino.

Pelo menos 508 pessoas morreram e centenas estão desaparecidas na ilha de Mindanao, no norte do país. Mas de acordo com a mídia local, o número de mortos pode passar de 900.

Rápida Resposta

O Secretário-Geral da ONU emitiu uma nota dando condolências às famílias das vítimas e aos afetados pelo desastre natural.

Segundo agências de notícias, pelo menos 120 mil pessoas foram atingidas pelas cheias.  Em nota, Ban Ki-moon elogiou as autoridades filipinas pela “rápida resposta” após as enchentes.

Dezenas de milhares de vítimas foram transferidas para acampamentos temporários depois de perderem tudo com as cheias.

Há relatos de que muitos corpos teriam sido enterrados em valas comuns para evitar o perigo de contaminação e doenças.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud